Connect with us

Saúde

FCecon realiza cirurgias minimamente invasivas para tratar o câncer de próstata

Published

on

Foto: Divulgação / Edifícil sede da FCecon

De janeiro até julho deste ano, a Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon) realizou 141 cirurgias urológicas, especialmente envolvendo pacientes diagnosticados com câncer de próstata. Parte dos procedimentos, que buscam a cura, é realizada com a tecnologia videolaparoscópica, que é menos invasiva que a cirurgia convencional.

Considerado o segundo tumor mais comum entre os homens, o câncer na próstata possui grandes chances de cura quando diagnosticado precocemente. Por isso, é indicada a realização do exame de toque retal, regularmente, a partir dos 50 anos. Para homens que possuem casos da doença na família, o ideal é procurar o diagnóstico já a partir dos 45 anos. O acesso aos exames na rede pública é através das Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

Para o médico urologista e chefe do serviço de Urologia da FCecon, André Mancini, todo homem precisa fazer exames regulares e ficar atento a possíveis sinais.

“O homem que sente dores ao urinar ou que utiliza várias vezes o banheiro precisa ficar em alerta. Além disso, em alguns casos pode ocorrer um sangramento na urina ou uma diminuição do jato. É preciso procurar um urologista para uma avaliação mais especializada”, disse Mancini.

Médico atende paciente
Foto: Divulgação

Com o investimento de R$ 720 mil em equipamentos pelo Governo do Estado, os pacientes encaminhados à FCecon já utilizam no seu tratamento duas torres de vídeo, que fazem as cirurgias laparoscópicas. A tecnologia permite procedimentos menos invasivos e com recuperação mais rápida do pós-cirúrgico.

“Esse tratamento possibilita que os pacientes recebam alta mais rápido, além de ser um procedimento minimamente invasivo, na qual são realizadas pequenas incisões durante as cirurgias. Isso possibilita um tratamento menos traumático que as cirurgias convencionais”, destacou.

Advertisement

Ainda de acordo com o urologista, os hábitos saudáveis de vida podem evitar o câncer de próstata.

“Devemos combater a obesidade, o sedentarismo e a exposição a diversos produtos químicos industriais, como a poluição ocasionada pelos veículos”, salientou.

Para homens diagnosticados com câncer de próstata, a FCecon oferta, ainda, radioterapia, hormonioterapia e a quimioterapia. O tratamento depende de fatores como a idade, tipo de tumor e a extensão da doença.

Tendências