Entre em contato

Saúde

Jambu, planta da Amazônia é rica em ferro e vitamina C

Além de aminas e antioxidantes, o Jambú tem mais mais de 18 componentes no óleo essencial, entre eles o Espilantol, que é o maior interesse da indústria alimentícia, de bebidas e cosméticos.

Publicado

em

Jambu, planta da Amazônia - Foto: Divulgação

 

O jambu é uma planta muito comum na região Norte do Brasil, principalmente no Amazonas e Pará, sendo utilizada na culinária em saladas, molhos. Mas a fama da erva, ainda reside no fato dela estar presente no preparo do tacacá, um prato típico da região, de origem indígena, muito consumido pela população local. Também é encontrado no pato no tucupi, prato da culinária paraense.

O nome científico do jambu é Spilanthes oleracea e pode ser encontrado em mercados, feiras livres, lojas de produtos naturais ou em lojas online na forma de planta ou óleo essencial.

De acordo com a pesquisadora Mônica Trindade Abreu de Gusmão, doutora em Agronomia e docente da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), que há anos estuda as características, cultivo e produção do Jambú, a planta possui vários benefícios. “É um alimento rico em ferro e vitamina C. As característica físico-químicas demonstram que em cada 100g de ramos, folhas e inflorescências do Jambú são encontrados mais de 80% de água, além de carboidratos, lipídios, proteínas, ferro, vitaminas, sais minerais e fibras”, explica.

Conhecimento tradicional

As propriedades podem ajudar a aliviar sintomas, assim como o uso de outras hortaliças. “ O conhecimento tradicional indica o jambu utilizado como produto fitoterápico em fortificantes, estimulador de apetite, antiinflamatório, antihelmintico, analgésico, diurético, anestésico bucal, estimulante sexual , dentre outros. Mas ainda existem poucas pesquisas sobre aplicação farmacológica”, explica a pesquisadora.

Óleos essenciais – Espilantol

Além de aminas e antioxidantes, o Jambú tem mais mais de 18 componentes no óleo essencial, entre eles o Espilantol, que é o maior interesse da indústria alimentícia, de bebidas e cosméticos. No momento existem várias empresas desenvolvendo protocolos para extração do Espilantol e sua exportação. Na indústria é utilizado em cosméticos e bebidas alcoolicas. Existem patentes internacionais que dão outros usos, como goma de mascar, creme e enxaguantes bucais e estimulantes sexuais. A cachaça e o licor já ultrapassaram as fronteiras nacionais”, diz.

Não Cura Covid-19

Importante lembrar que Jambu nao cura Covid-19, como foi divulgado em notícias falsas. De acordo com pesquisas a única forma de prevenção conhecida contra a doença ainda é a vacinação. Portanto, cuidado, ao cair em conversas sem comprovação científica.

Indicações da medicina tradicional

A planta do jambu possui propriedade antifúngica, diurética, antiviral, antisséptica, antioxidante e anestésica, principalmente, o que é devido à uma substância que é liberada quando mastigado, o espilantol. devido às suas propriedades, o jambu pode ter diversas aplicações medicinais, podendo ser utilizada para:

– Ajudar no combate de infecção por vírus e fungos;
– Combater os radicais livres, evitando o envelhecimento precoce;
– Ajudar a aliviar a dor de dente e de garganta;
– Auxiliar no tratamento da tosse e do herpes;
– Aumentar os níveis de testosterona no homem, possuindo, portanto, efeito afrodisíaco;
-Ajudar a fortalecer o sistema imunológico, já que é rico em vitamina C.
-É importante que o consumo e o uso do jambu para fins medicinais seja recomendado pelo médico ou fitoterapeuta, e que não substitua o tratamento anteriormente indicado pelo médico.

Como usar

As folhas, flores e raízes podem ser utilizadas no preparo de chás, sendo recomendado para isso colocar 10 g de folhas de jambu em 500 ml de água fervente, deixar repousar por 10 minutos, coar e beber até 3 vezes por dia. O jambu também pode ser utilizado na forma de óleo essencial, devendo o seu uso ser recomendado pelo médico ou fitoterapeuta.

Mulheres grávidas não devem usar o jambu

O jambu pode promover contrações uterinas e, por isso, o seu consumo na forma de chá, óleo ou em receitas não é recomendado para mulheres grávidas.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Veja alguns alimentos que previnem contra o câncer de mama

Dentre as medidas que merecem uma atenção redobrada, estão hábitos saudáveis como praticar atividade física

Publicado

em

Manaus (AM) – O mês de outubro é dedicado à campanha de conscientização e alerta para o câncer de mama, com ações espalhadas no mundo todo, o “Outubro Rosa’, que tem como objetivo levar informação e serviços de saúde a todas as mulheres.

Dentre as medidas que merecem uma atenção redobrada, estão hábitos saudáveis como praticar atividade física, ficar longe do cigarro e seguir uma dieta equilibrada com alimentos saudáveis.

Embora muitas pessoas imaginem que o autoexame e a mamografia são formas de prevenção, na verdade esses são cuidados que permitem o diagnóstico precoce. Para que realmente seja possível evitar a doença, porém, é necessário incluir os alimentos certos na sua dieta.

O nutricionista Igor Oliveira listou 5 dicas de alimentação que auxiliam bastante na prevenção contra o câncer de mama. Confira:

Primeira dica: aumente seu consumo de vegetais, quanto mais colorida for sua salada, melhor. Isso vai fazer com que você tenha um consumo adequado de vários tipos de antioxidantes, e substâncias compostos fenólicos, que vão auxiliar na prevenção do câncer.

Segunda dica: as frutas também são ótimas opções, então consuma pelo menos três porções ao dia, isso também vai fazer com que você aumente o consumo de antioxidantes.

Terceira dica: aumente o consumo de alimentos que vão fazer com que regule seu intestino, como cereais integrais, aveia, arroz integral, etc.

Quarta dica: aumente seu consumo de água, a água é o nosso principal regulador, de todas as reações de nosso metabolismo, então consuma uma quantidade adequada de água.

Quinta dica: aumente o uso de temperos naturais, utilizando mais ervas como o orégano, alecrim, manjericão, esses são potentes alimentos ricos em antioxidantes, vai fazer com que você, além de auxiliar na prevenção do câncer, melhore também o sabor de sua comida”.

O que deve ser evitado

Além dos alimentos que previnem a doença, existem alguns produtos que acabam favorecendo o surgimento do câncer e, por isso, devem ter seu consumo limitado.

Frituras e alimentos gordurosos em geral, como lanches de fast food, leite integral e queijos amarelos, também devem ser evitados. A ingestão excessiva de gordura está relacionada ao acúmulo de peso (fator que aumenta o risco do câncer) e à elevação do estradiol, um hormônio relacionado ao câncer de mama.

Por fim, doces, refrigerantes e produtos industrializados em geral devem ser consumidos com moderação, pois eles contêm substâncias artificiais que desencadeiam processos inflamatórios no organismo.

Agora que você sabe de todas essas dicas, busque ter uma dieta equilibrada dando preferência aos alimentos para prevenir o câncer de mama e limitando o consumo daqueles que aumentam o risco, consumindo estes últimos apenas em ocasiões esporádicas.

Continue Lendo

Saúde

Tratamento de incontinência urinária cai 60% devido à pandemia

O urologista Flávio Antunes afirma que a procura por ajuda médica imediata pode fazer a diferença após os primeiros sintomas

Publicado

em

Manaus (AM) – Segundo dados do Ministério da Saúde, os tratamentos de incontinência urinária caíram 60% no ano passado. Por conta dessa evasão nos consultórios durante a pandemia, o tratamento da doença de uma parcela dos pacientes foi prejudicado.  O urologista Flávio Antunes afirma que a procura por ajuda médica imediata pode fazer a diferença após os primeiros sintomas.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), a incontinência urinária costuma afetar 45% das mulheres e 15% dos homens acima de 40 anos. Flávio Antunes explicou que uma vida saudável é a melhor forma de evitar problemas de incontinência urinária.

“O sintoma é mais comum do que se imagina e a eliminação da urina é de maneira involuntária, típico em quadros leves. Às vezes, até com uma tosse ou mesmo uma risada mais intensa podem provocar a liberação de um pouco de urina contra a própria vontade. Ao perceber isso, o ideal é procurar o médico. Problemas como obesidade podem causar uma pressão na bexiga e provocar a incontinência”, afirma Flávio Antunes.

O que mais pode contribuir para a doença?

Diabetes e problemas neurológicos são outros fatores que contribuem para o surgimento da doença. O urologista explica ainda que os casos de incontinência de urgência, que é quando o paciente sente uma vontade muito forte de urinar, mas não dá tempo de chegar ao banheiro. A terceira forma que a doença se manifesta é a incontinência paradoxal, que ocorre geralmente em homens com problemas na próstata, onde a bexiga fica muito cheia e acabam ocorrendo escapes de urina.

A idade influencia?

A idade é um dos principais fatores de risco para incontinência urinária. Segundo Flávio Antunes, a incontinência urinária em mulheres também pode estar relacionada à quantidade de partos normais que elas tiveram durante a vida. Geralmente, os sintomas começam a aparecer após os 40 anos.

“40% das mulheres têm um grau de perda involuntária de urina e, muitas vezes, é considerado pela paciente como algo normal e por isso não procuram o médico”, alertou o urologista.

Se a incontinência não puder ser evitada, Antunes afirma que existem alguns tipos de tratamento para a condição, como o uso de medicamentos, fisioterapia e, em alguns casos, tratamento cirúrgico.

Veja algumas recomendações do Ministério da Saúde sobre a incontinência urinária:

– Procure um médico para diagnóstico e identificação da causa e do tipo de perda urinária que você apresenta;

– Não pense que incontinência urinária é um mal inevitável na vida das mulheres depois dos 50 ou 60 anos. Se o distúrbio for tratado como deve, a qualidade de vida melhora muito;

– Considere os fatores que levam à incontinência urinária do idoso – uso de diuréticos, ingestão hídrica, situações de demência e delírio, problemas de locomoção – e tente contorná-los. Às vezes, a perda de urina nessa faixa de idade é mais um problema social do que físico;

– Evitar a obesidade e o sedentarismo, controlar o ganho de peso durante a gestação, praticar exercícios fisioterápicos para fortalecer o assoalho pélvico, são medidas que podem ser úteis na prevenção da incontinência urinária.

Continue Lendo

Saúde

Anvisa aprova novo teste de diagnóstico para Covid-19

Publicado

em

Brasília (DF) – O Diário Oficial da União (DOU) publicou na segunda-feira (4) o registro de um novo teste para a detecção da covid-19 100% brasileiro. Desenvolvido por pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o teste recebeu o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Chamada do Kit Elisa Covid-19 IgG, o teste é baseado no método “Elisa” – sigla, em inglês, para ensaio de imunoabsorção enzimática. Entre outras características está o fato de ele ser mais sensível para detectar o novo coronavírus do que os exames rápidos, o que evita falsos negativos. O novo teste é rápido e de baixo custo porque consegue detectar as variantes do novo coronavírus mais presentes no Brasil e no mundo: as brasileiras (P1, mais conhecida como a variante de Manaus, e P2), a B.1.1.7 (inglesa) e a B.1.351 (africana).

A pesquisa recebeu apoio da RedeVírus, Ligada ao Ministério da Ciência Tecnologia e Informações (MCTI) de cerca de R$ 10 milhões. O Kit Elisa Covid-19 IgG tem também financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig), do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Vacinas (INCT-V) e foi integralmente desenvolvido pelo CT-Vacinas.

Segundo o MCTI, o escalonamento e produção estão sendo realizados pela Bio-Manguinhos da Fundação Oswaldo Fiocruz, vinculada ao Ministério da Saúde.

Leia mais:

Novo mutirão de vacinação contra Covid acontece sexta e sábado em Manaus

Amazonas registra 49 novos casos de Covid e duas mortes

Amazonas registra mais um caso da variante Delta

 

Continue Lendo

Trending