Connect with us

Cultura

Musical ‘Celebration’ homenageia anos 80 e 90 no Teatro Amazonas

No palco, o multiartista Arnaldo Barretto relembra a explosão musical de Michael Jackson, Madonna, Freddie Mercury e de tantos outros nomes.

Published

on

MANAUS (AM) – No dia 12 de março, a partir das 19h, no Teatro Amazonas, os amazonenses terão a oportunidade de mergulhar em uma experiência única, com o espetáculo “Arnaldo Barretto Celebration: uma viagem aos anos 80 e 90″, que acontecerá em homenagem à revolução musical das duas décadas.

No palco, o multiartista Arnaldo Barretto relembra a explosão musical de Michael Jackson, Madonna, Freddie Mercury e de tantos outros nomes que revolucionaram o mundo da música. Trazendo esse cenário também para o Brasil, onde a efervescência do Rock Nacional e o romantismo da MPB não saíam das paradas do sucesso – promovendo o encontro de gerações, nas pistas de danças -, o show Celebration, cuja concepção, direção-geral e produção são da atriz amazonense Rosa Malagueta, conta com interpretações e coreografias que farão o público se embalar e se identificar com a riqueza e a beleza das gerações 80 e 90.

“O espetáculo não se trata de um show de covers dos artistas homenageados, mas de uma personificação musical do que se perpetua com imenso sucesso”, diz Rosa Malagueta sobre o espetáculo do qual também foi mentora, e que pretende, através das performances que serão apresentadas, criar uma fusão de pop, moda e teatro, misturando efeitos que, com a iluminação especial de Tércio Silva, transformarão o palco e os ares do ambiente.

Arnaldo Barretto, protagonista do musical, terá o acompanhamento dos instrumentistas Jeferson Mariano, Stivisson Menezes, e Tiozinho Solano, e ainda dividirá o palco com as participações especiais dos cantores Clayson Charles, Magda Loiana, Roque Baroque e Márcio Tinôco. A pesquisa musical é de Cleber Herbeson, as coreografias de Remilton Souza e a concepção dos figurinos de Piter Barreto.

Os ingressos já estão à venda com valores a partir de 15,00 (meia), através do site da Bilheteria Digital ou nos pontos de venda das Óticas Diniz (de 10h às 22), nas unidades do Amazonas Shopping, Manauara Shopping e Sumaúma Park Shopping. Informações podem ser obtidas através dos telefones (92) 99359-7755 / (21) 98036-6964.

Advertisement

*Com informações da assessoria

Cultura

Serasa ‘cobra’ rapper por não devolver cachê a festival: ‘Oi, Drake’

A Serasa, uma empresa que, além dos registros sobre dívidas, possui uma área exclusiva para ajudar as pessoas decidiu repercutir a notícia e entrou na brincadeira.

Published

on

FAMOSOS – A Serasa Experian entrou em ação e, em tom de bom humor, “cobrou” o rapper canadense Drake por não devolver o valor do cachê, mesmo depois do cancelamento de seu show no Lollapalooza.

A organização estaria aguardando o reembolso dos US$ 4 milhões (ou cerca de R$ 21 milhões, na cotação atual), pagos antecipadamente ao artista, segundo informações do jornalista Leo Dias.

A Serasa, uma empresa que, além dos registros sobre dívidas, possui uma área exclusiva para ajudar as pessoas decidiu repercutir a notícia e entrou na brincadeira.

O show de Drake seria o principal do Lollapalooza na noite do último domingo (26). Ele foi substituído pelo DJ Skrillex.

A decisão sobre o cancelamento de sua participação foi anunciada nas redes sociais do festival, que reproduziu uma mensagem da equipe do cantor:

Advertisement

“Devido a circunstâncias imprevistas, Drake está sem membros da sua equipe de som e produção, essenciais para a realização do show do Lollapalooza em São Paulo. Drake estava animado para se apresentar para seus fãs no Brasil. Infelizmente, isso está fora de seu controle. Desculpas.”

Drake se apresentou no Lollapalooza do Chile e da Argentina na semana passada, quando foi duramente criticado pela duração de seus shows, de apenas 45 minutos. Ele também proibiu a transmissão.

Quando se apresentou no Rock in Rio de 2019, Drake também foi criticado por apresentar versões curtas de seus sucessos, além de cantar em um palco escuro, proibir a transmissão e ignorar fãs no aeroporto.

Cachê

Extraoficialmente, Drake ganharia o maior cachê do Lollapalooza 2023: US$ 4 milhões, cerca de R$ 21,2 milhões

Advertisement
Continue Reading

Cultura

Novo Airão será transformado em Destino Turístico Inteligente

Novo Airão foi um dos doze selecionados, entre as 500 cidades concorrentes.

Published

on

MANAUS (AM) – Novo Airão (distante 115 quilômetros de Manaus) foi escolhido pelo Ministério do Turismo (MTur) para integrar a Estratégia Nacional Destinos Turísticos Inteligentes (DTI) Brasil. Com o apoio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), Novo Airão foi um dos doze selecionados, entre as 500 cidades concorrentes, para receber a consultoria que auxiliará o município na capacitação e construção de um plano de transformação.

Na região Norte apenas Novo Airão e Belém foram selecionados. A consultoria será realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em parceria com Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O resultado do edital foi divulgado na sexta-feira (24).

De acordo com o presidente da Amazonastur, Gustavo Sampaio, a primeira reunião com o grupo de municípios selecionados acontecerá em São Paulo, no próximo dia 04 de abril, durante a World Travel Marketing (WTM Latin America), o maior evento para negócios do segmento do turismo.

“Novo Airão é um município que vem sendo adotado pelo Governo do Estado como modelo de cidade inteligente de turismo aqui no Amazonas e ter sido selecionada pelo BID é o espelho de todo o trabalho que vem sendo feito. Trabalho de regularização, de ordenamento que vem sendo feito na cidade, valorizando o que é da terra, nossas raízes, nossa cultura e claro, o ecoturismo, as belezas naturais de Novo Airão, que é uma cidade belíssima”, afirmou Gustavo.

O presidente da Amazonastur ressaltou, ainda, que ter o município selecionado auxilia o Amazonas a se posicionar a nível internacional. “Ter o reconhecimento de uma instituição de alto renome como o BID para a gente é muito importante”, destacou.

Advertisement

A metodologia criada na Espanha segue nove pilares: Governança; Inovação; Tecnologia; Sustentabilidade; Acessibilidade; Promoção e Marketing; Segurança; Mobilidade e Transporte; e Criatividade.

*Com informações da assessoria

Continue Reading

Cultura

CEO do TikTok é interrogado após acusações do aplicativo colher dados nos EUA

Governo chinês reagiu, argumentando que o aplicativo foi alvo de interesse do governo americano e que eles não tem acesso aos dados de nenhum usuário

Published

on

MUNDO– O CEO do TikTok, Shou Zi Chew, foi interrogado na Câmara dos Deputados após acusações do aplicativo estar colhendo dados de cidadãos americanos e fornecer ao governo chinês. Recentemente, dispositivos que pertencem ao governo dos EUA foram proibidos de ter o aplicativo instalado. O presidente da Câmara, Kevin McCarthy, afirmou que o Congresso americano seguirá com o andamento do projeto de lei que discorre sobre preocupações de segurança nacional.

Na última quinta-feira (23), o dono do TikTok, Shou Zi Chew compareceu e ficou cerca de 5 horas num comitê da Câmara dos EUA, onde o mesmo foi questionado se o aplicativo já inspecionou cidadãos americanos a pedido de Pequim. O CEO da empresa negou. O aplicativo possuí 150 milhões de usuários americanos. Recentemente, dispositivos que pertencem ao governo dos EUA foram proibidos de ter o TikTok instalado.

O governo chinês reagiu, argumentando que o aplicativo foi alvo de interesse do governo americano e que eles não tem acesso aos dados de nenhum usuário.

Nos Estados Unidos, se mantém os apelos para a proibição do TikTok ou para uma legislação bipartidária que conceda ao governo americano a autoridade legal para realizar a proibição do aplicativo da empresa chinesa ByteDance, proprietária do TikTok. Recentemente, dispositivos que pertencem ao governo dos EUA foram proibidos de ter o aplicativo instalado.

No twitter McCarthy afirmou que a intenção é proteger os americanos, “proteger os americanos dos tentáculos tecnológicos do Partido Comunista Chinês”, diz um trecho da publicação do republicano.

Advertisement

“A preocupação dos EUA de que o TikTok possa ser usado pela China para espionar, condicionar eleições e desestabilizar governos, só mostra que os EUA usam Facebook, WhatsApp, Instagram e outros aplicativos para isso. O Governo brasileiro deveria tomar as medidas de proteção, orientando seus políticos, militares e servidores em cargos estratégicos a desinstalarem esses aplicativos”, disse um usuário.

O Comitê de Investimentos Estrangeiros dos Estados Unidos (CFIUS) já havia sugerido a venda do TikTok em 2020, devido a preocupações com a possibilidade de compartilhamento de dados dos usuários. Há pelo menos dois anos, o CFIUS e o TikTok têm discutido sobre a segurança de dados.

Alguns estados americanos estão restringindo o acesso ao TikTok. Em Utah, foi aprovada uma lei que restringe o acesso de menores de idade a redes sociais como TikTok e Instagram. Além de Utah, outros estados como Califórnia, Texas e Arkansas também estão adotando esses procedimentos. 

Em 2021, o TikTok afirmou que havia atingido a marca global de mais de 1 bilhão de usuários mensais.

Continue Reading

Tendências