Entre em contato

Amazonas

Barragens de mineração na Vila de Pitinga são fiscalizadas no AM

Como a empresa está localizada no ecossistema amazônico, ambiente muito vulnerável à ação humana, as vistorias nas instalações são de extrema importância

Publicado

em

MANAUS (AM) – Técnicos da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) e do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) estão vistoriando as atividades realizadas pela Mineração Taboca, na Vila de Pitinga, povoado situado a 307 quilômetros de Manaus, no município de Presidente Figueiredo. A fiscalização começou na segunda-feira (02/08) e vai até este sábado (07/08).

Como a empresa está localizada no ecossistema amazônico, ambiente muito vulnerável à ação humana, as vistorias nas instalações são de extrema importância. O Portal Meu Amazonas continuará a apurar o resultado dessa vistoria.

De acordo com a assessoria,  estão sendo vistoriadas as condições das estações de tratamento hidrossanitárias, observar o padrão de lançamento de efluentes (resíduos lançados no meio ambiente, na forma de líquidos ou de gases) e analisar a viabilidade de outorga de captação superficial e subterrânea de recursos hídricos. A comitiva técnica também irá visitar algumas das barragens instaladas na região.

“Estamos fazendo o monitoramento ambiental das atividades que são ligadas à mineração na Vila de Pitinga. Queremos identificar possíveis pontos de impacto ambiental, sejam eles na captação de água ou no lançamento de efluentes, além do acompanhamento no monitoramento de barragem, que tem alguns rios de domínio estadual”, explicou Maycon Castro, engenheiro ambiental e assessor de recursos hídricos da Sema.

A ação está sendo coordenada pelo Ipaam, órgão responsável pela emissão de outorgas de uso de águas superficiais e subterrâneas e da diluição de efluentes, que é justamente a permissão solicitada pela Mineração Taboca.

A decisão do Ipaam sobre a empresa será tomada a partir da análise técnica da equipe da Sema. Os peritos da Secretaria farão mapeamento territorial com uso de drone e o monitoramento da qualidade da água por meio da sonda paramétrica.

“A Sema veio nos auxiliar, pois possui os instrumentos legais de monitoramento e visualização espacial para termos a dimensão dessas áreas que estão com bastante aporte de sedimento e recursos d’água de domínio estadual”, disse o gerente de recursos hídricos do Ipaam, Sérgio Martins D’Oliveira.

Mineração no Amazonas

A Mina de Pitinga foi implantada em 1982, em uma área que fica a cerca de 4 horas de carro do centro de Presidente Figueiredo (município a 117 quilômetros de Manaus). A Mineração Taboca, responsável pela atividade mineradora na região, é atualmente a maior produtora de estanho refinado do país e a maior produtora mundial de ligas de tântalo. As minas da região têm vida útil estimada em mais de 40 anos.

Mineração possui barragens no Amazonas

A Mineração Taboca possui em sua estrutura oito barragens de mineração e uma para a hidrelétrica que produz energia para a operação da empresa, que são classificadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e Agência Nacional de Mineração (ANM), respectivamente.

Apesar de não ser responsável pela classificação, o Ipaam licencia e mantém vistorias de rotina nas estruturas.

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Amazonas

Queima de fogos no réveillon é cancelada em Manaus

A celebração aconteceria em 12 pontos da capital amazonense

Publicado

em

Manaus (AM) – A queima de fogos no réveillon foi cancelada em Manaus. O anúncio foi feito pelo prefeito David Almeida, nesta sexta-feira (17). A celebração aconteceria em 12 pontos da capital amazonense.

A decisão foi tomada com o objetivo de combater o aumento no número de casos de Influenza tipo A sazonal (H3N2) e para evitar aglomerações pela capital. As festas já haviam sido canceladas no começo do mês.

“Devido ao aumento no número de casos de Influenza e da nova variante do coronavírus, estou anunciando, ouvindo as orientações da ciência e da medicina, o cancelamento a queima de fogos que aconteceria em diversos pontos da cidade na Virada de Ano. A cautela e a prudência são os nossos dois maiores aliados neste momento. Faremos tudo para resguardar a segurança e a saúde da população manauara. Desejo a todos um Feliz Natal e um próspero Ano Novo”, enfatizou Almeida.

Continue Lendo

Amazonas

Amazonas registra 179 novos casos de Covid-19 e três mortes

Os dados foram divulgados pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas

Publicado

em

Manaus (AM)- O Amazonas voltou a registrar mortes por Covid0-19 e novos casos da doença, conforme aponta o boletim, divulgado nesta quinta-feira (16), pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP).

Foram diagnosticados 179 novos casos de Covid-19, totalizando 432.182 casos da doença no estado, e três novas mortes, elevando o número para 13.820 vidas perdidas.

O boletim acrescenta, ainda, que 2.066 pessoas com diagnóstico de Covid-19 estão sendo acompanhadas pelas secretarias municipais de saúde, o que corresponde a 0,48% dos casos confirmados ativos.

Entre os casos confirmados de Covid-19 no Amazonas, internados em Manaus há 62 pacientes, sendo 30 em leitos clínicos (3 na rede privada e 27 na rede pública), 32 em UTI (2 na rede privada e 30 na rede pública).

Há ainda outros 7 pacientes internados considerados suspeitos e que aguardam a confirmação do diagnóstico. Desses, 3 estão em leitos clínicos na rede privada, 3 estão em UTI na rede pública e 1 em sala vermelha.

No boletim consta, também, que há outros 21 pacientes internados com Covid-19, na rede pública de saúde do interior do estado, conforme informado pela Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM). São 2 em Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) e 19 em leitos clínicos.

Municípios 

Dos 432.182 casos confirmados no Amazonas até esta quinta-feira (16), 205952 são de Manaus (47,65%) e 226.230 do interior do estado (52,35%).

A capital, Manaus, tem 41 novos casos confirmados. No interior, os 21 municípios que têm casos novos registrados em: Manicoré (41), Tefé (16), Autazes (13), Coari (11), Tonantins (10), Presidente Figueiredo (9), Boa Vista do Ramos (6), Apuí (4), Careiro (3), Humaitá (3), Parintins (3), Tabatinga (3), Barreirinha (2), Itacoatiara (2), Lábrea (2), Nhamundá (2), Santa Isabel do Rio Negro (2), São Paulo de Olivença (2), Urucurituba (2), Amaturá (1) e Benjamin Constant (1).

Mortes 

Entre as vítimas em Manaus, há o registro de 9.504 óbitos confirmados em decorrência do novo coronavírus. No interior, são 61 municípios com óbitos confirmados até o momento, totalizando 4.316.

A lista inclui novos óbitos em: Manaus (1), Nhamundá (1) e Tefé (1).

O boletim diário é construído com as informações disponibilizadas diariamente pelas prefeituras municipais, todos os dias da semana, incluindo fins de semana e feriados.

Continue Lendo

Amazonas

Realização do Carnaval em Manaus será decidida após o Réveillon

David Almeida afirmou que a decisão sobre as festas de Carnaval na capital amazonense será tomada em até duas semanas após o réveillon, com base em dados epidemiológicos

Publicado

em

Manaus (AM) – O brasileiro já estava quase voltando a normalidade e, até, pensando no Carnaval de 2022, mas o surgimento da variante ômicron mudou novamente os planos. O réveillon já foi cancelado em várias cidades do Brasil, inclusive em Manaus.

Agora, outro ponto a ser estudado é a realização do Carnaval, uma das festas mais esperadas pelos brasileiros. O prefeito David Almeida afirmou que a decisão sobre as festas de Carnaval na capital amazonense será tomada em até duas semanas após o réveillon, com base em dados epidemiológicos sobre o novo coronavírus e síndromes gripais fornecidos pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Apesar da suspensão temporária do Edital de Chamamento Público nº 004/2021, que destina apoio financeiro no valor de R$ 2.229.541,60, ao desfile das Escolas de Samba de Manaus do Grupo Especial, “A” e “B”, para o Carnaval de 2022, a prefeitura continua o monitoramento de casos de Covid-19 e síndromes gripais e atuará com cautela e responsabilidade com o objetivo de proteger a população.

“O repasse às escolas de samba está suspenso momentaneamente. Nós não estamos cancelando o Carnaval ainda. Estamos aguardando os dados da Semsa em relação ao aumento ou não dos casos de Covid-19 e síndromes gripais”, declarou o prefeito David Almeida.

“As ameaças relacionadas ao novo coronavírus e as síndromes gripais acenderam o alerta no nosso sistema da saúde e fizeram com que tomássemos essa decisão de cancelar o repasse. A prioridade é proteger a população da cidade de Manaus”, afirmou.

Segundo o prefeito, a decisão da prefeitura sobre o Carnaval 2022 será avaliada e divulgada em até duas semanas após o Réveillon, o que corresponde a meados do dia 14 de janeiro de 2022.

O prefeito esclareceu ainda que os repasses às escolas de samba podem retornar caso haja controle do aumento das síndromes gripais.

“Se diminuirmos esses contágios, tivermos controle dos atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde, pronto-socorros e Unidades de Pronto Atendimento, a prefeitura fará uma nova leitura e um comunicado”, pontuou.

Continue Lendo

Trending